CRÍTICA | 'Jason Bourne' volta com o mesmo padrão e lidera como um dos melhores filmes de espionagem



Nove anos depois do fim da franquia (sem contar com o spin off, Legado Bourne, de 2012 com Jeremy Renner), o ex-agente destemido da CIA, Jason Bourne está de volta, ainda mais habilidoso e veloz. E isso já era de se esperar, pois a indústria cinematográfica parece estar sem criatividade ultimamente. Só este ano as sequências, refilmagens e adaptações dominaram. 

Após seu desaparecimento no último filme, Bourne (Matt Damon) reaparece como um lutador de rua que ganha a vida por uns trocados, mas ele volta a ser perseguido de novo e seu sossego logo acaba. A hacker e ex-agente da CIA, Nicky Parsons (Julia Stilles) encontra provas que envolvem o treinamento que o levou a se tornar um assassino da CIA. Enquanto isso, o espião tem que lidar com um novo programa de desenvolvimento de super agentes, o Iron Hand, além de continuar em busca sobre o seu passado. Embora o personagem tenha conseguido algumas recordações, neste longa ele mostra que ainda há muito mais segredos a serem desvendados.


E quando se trata de cenas de ação, o diretor Paul Greengrass entende muito bem. Um filme intenso, repleto de lutas, tiros, perseguições e explosões. As cenas de maior adrenalina são as das perseguições nas ruas de Roma, onde há uma multidão em protesto, e em Las Vegas, lá a destruição é absurdamente exagerada. O movimento da câmera e seus ângulos certos são os alicerces para realizar uma obra primorosa, se tornando então um dos melhores filmes de espionagem da última década. O longa também destaca a tecnologia ao explorar o seu controle excessivo na vida das pessoas, já que todos estão conectados através dos redes sociais.

Quanto ao elenco, Matt Damon continua ótimo na pele de Jason Bourne, apesar de ter começado a franquia com apenas 29 anos, e hoje com 45, ele disse que foi difícil se preparar fisicamente, mas mostrou muita disposição. As novidades são os atores Tommy Lee Jones, como o diretor da CIA, Robert Dewey,  Vincent Cassel (Asset), que interpreta um assassino vingativo e Alicia Vikander (Heather Lee), uma agente ágil e manipuladora, mas que desconfia de seu patrão Dewey.

'Jason Bourne' segue o mesmo padrão dos outros, não há nada de original, parece que estamos assistindo ao mesmo filme, aquele corre corre intenso, porém com novos personagens e a narrativa atualizada com o momento atual pela uso da tecnologia, mas é sensacional com desfecho inteligente, que compensa os furos poucos perceptíveis.  

Estreia em 28 de julho.


Ficha Técnica

Jason Bourne
Gênero: Ação
Direção: Paul Greengrass
Roteiro: Christopher Rouse, Matt Damon, Paul Greengrass
Elenco:  Matt Damon, Alicia Vikander, Julia Stiles, Riz Ahmed, Tommy Lee Jones, Vincent Cassel
País: EUA
Ano: 2016


Trailer






Nenhum comentário:

Postar um comentário