Crítica | Meu Malvado Favorito 3



Quando Meu Malvado Favorito foi lançado em 2010,  ninguém imaginava que seria um grande sucesso e que seus personagens conquistariam o público de todas as idades.  O protagonista/vilão Gru, suas três doces filhas adotivas e os Minions agradaram não só o público, mas toda a crítica especializada, e o bom resultado da produção rendeu a sequência lançada em 2013 e o terceiro este ano de 2017. Como sempre acontece nas continuações, em que os filmes não conseguem o sucesso do original e fracassam, ficamos apreendidos antes do lançamento, mas não foi o caso de Meu Malvado Favorito. No segundo e no terceiro longa, novos personagens cômicos entraram e fisgaram a plateia de risos e aplausos.

'Meu Malvado Favorito 3' começa apresentando o hilário vilão Bhaltazar Bratt, que fazia muito sucesso através de sua série de TV na década de 80, onde interpretava um personagem chamado EvilBratt. Entretanto, com o tempo ele cresceu, a série foi cancelada e acabou sua carreira. 

Conclusão: Bratt quer se vingar de Hollywood. Gru e Lucy, que juntos formam uma dupla de agentes secretos são chamados para enfrentar o vilão, porém, acabam sendo demitidos por não terem conseguido capturá-lo.



Ao contrário do filme anterior, no qual, o foco era a relação paternal de Gru com as filhas adotivas Agnes, Edith e Margot, neste último longa, isso foi deixado de lado, e ficou a cargo de Lucy, fortalecer o laço maternal com as meninas, assumindo o papel de mãe. Neste terceiro filme, Gru descobre ter um irmão gêmeo chamado Dru e parte com a família para encontrá-lo no país em que vive. Enquanto Gru faz o tipo sombrio e caretão, Dru é totalmente clean e está sempre sorridente, com seus cabelos loiros esvoaçantes.

Quanto ao vilão Balthazar Bratt, a cada aparição toca uma música da década de 80, talvez as crianças não entendam as referências, mas certamente irá divertir os adultos. E não podemos esquecer dos Minions, que tem seus momentos divertidos mas com pouco destaque.

A trilha sonora conta novamente com Pharrell Williams, e nos aspectos técnicos a animação está excelente, visual bem colorido e com muitas cenas de ação. Na cabine de imprensa foi apresentada a versão dublada, que é bem executada. Temos Leandro Hassum (Dru e Gru), Maria Clara Gueiros (Lucy) e Evandro Mesquita (Bratt).



Meu Malvado Favorito 3 consegue cumprir objetivo de agradar o público de todas as idades, trazer uma estória leve e engraçada como nos outros filmes anteriores, e surpreender com personagens novos e referências para os mais velhos. O final deixa a dúvida de uma possível continuação. Vale a pena assistir com a família.

'Meu Malvado Favorito 3' estreia em 29 e maio.

Ficha técnica

Meu Malvado Favorito 3  (Despicable Me 3)
Elenco: Steve Carell, Kristen Wiig, Jenny Slate, Miranda Cosgrove, Russell Brand, Steve Coogan, Trey Parker, Dana Gaier
Gênero: animação, aventura, comédia
País: EUA
Duração: 96 min.

Trailer de ‘As Aventuras do Pequeno Colombo’ mostra Cristóvão Colombo, Leonardo da Vinci e Mona Lisa em uma aventura em alto mar




A animação “As Aventuras do Pequeno Colombo” traz os amigos Cristóvão Colombo, Leonardo Da Vinci e Mona Lisa em uma aventura em busca de um tesouro. Os pequenos embarcam num navio rumo a uma ilha na qual o tesouro estaria escondido há milhares de anos. O vídeo traz uma prévia das confusões que os três terão que enfrentar até o destino final.

Confira:



Na jornada à terra de Hi Brazil, o trio terá que enfrentar muitos contratempos, mas a coragem de Cris, as invenções de Leo e o poder de Lisa vão ser cruciais para fazê-los aprender a lidar com as adversidades. Com vozes de José Wilker e Isabelle Drummond, “As Aventuras do Pequeno Colombo” une História e animação em um filme para a família toda.

Antes de chegar ao circuito nacional, a animação já participou de festivais nacionais e internacionais e, de acordo com o diretor Rodrigo Gava a recepção do público tem sido positiva. Segundo ele, o filme ajuda a aguçar a curiosidade do público infantil por temas históricos. “Vimos nas diversas apresentações que fizemos em festivais que o interesse das crianças pela história mundial realmente é despertado. Elas ficam querendo saber mais sobre os personagens quando descobrem que eles existiram”, conta Rodrigo.
Com produção da Indiana Filmes, coprodução da Globo Filmes e do Telecine, apoio da Rio Filme e distribuição da Downtown Filmes/Paris Filmes, o longa tem direção de Rodrigo Gava, produção de Marco Altberg e roteiro de Pedro Ernesto Stilpen.

Sinopse
Para tentar salvar sua família da falência, o jovem Cris (Cristóvão Colombo) e seus amigos Leo da Vinci e Mona Lisa vão atrás da lendária ilha de Hi Brazil, que esconde tesouros cobiçados por todos os piratas. Eles só não esperavam ser impedidos pelo cruel povo das águas e sua terrível fera Nautilus. Agora, a batalha dos meninos deixa de ser pelo tesouro e passa a ser para voltar vivos para casa.

Ficha Técnica
Produção – Marco Altberg
Direção – Rodrigo Gava
Produção Executiva – Gil Josquin e Telmo Maia
Direção de Animação – Duda Campos
Roteiro - Stil
Artes Conceituais – Diogo Lins e André Leão
Ideia Original – Stil, Cleverson Saremba e Rodrigo Gava
Direção Musical - Ary Sperling
Participação Especial - Isabelle Drummond/ Voz
In Memorian de José Wilker/ Voz


Projeto Cinemão apresenta a 3ª Mostra Anima Cinemão


Mostra exibe curtas de forma de animação de gratuita em espaços populares



 O projeto Cinemão, que leva longas e curtas metragens a diversos espaços públicos na cidade, realiza em junho e em julho a 3ª Mostra Anima Cinemão. A terceira edição exibirá curtas de animação produzidos no Brasil, de forma gratuita, em diversos pontos na cidade. O evento inicia sua jornada na Cidade das Crianças, em Santa Cruz, nos dias 27 e 28 de junho, e em Curicica, no dia 29. Depois, a mostra seguirá em itinerância no mês de julho, percorrendo bairros da Zona Oeste, Norte e Centro do Rio.


Sobre o Cinemão

O Cinemão é uma rede exibidora popular. É uma sala de cinema móvel. Trata-se de uma carro aparelhado para exibição de filmes, equipado com projetor de alta performance, super telão inflável, sistema de som, cadeiras e pipoqueira. 

O projeto está em atividade desde 2010 e já realizou mais de sessenta ações em comunidades e equipamentos culturais da cidade, se tornando o projeto que protagoniza o maior número de intervenções cinematográficas em espaços públicos no Rio de Janeiro. 


O objetivo principal é ocupar espaços públicos e populares promovendo o cinema brasileiro de forma prática, gratuita e eficiente. O projeto exibe uma produção nacional (curtas e longas de todos os gêneros) de forma democrática e acessível, atendendo a toda e qualquer população. Também faz parte deste projeto a realização de oficinas de audiovisual para crianças e adolescentes.

A partir de acordos com distribuidores nacionais, o Cinemão funciona como uma importante janela para democratização do cinema brasileiro. 

Também realiza oficinas de audiovisual e usa tecnologia própria por meio do Aplicativo "Cinemão" para o estímulo de construção de narrativas populares. 

Com o intuito de difundir ainda mais as realizações propostas e atuar no processo de formação de plateias para o cinema nacional, tanto a exibição dos filmes e as oficinas possuem entrada franca em todas as suas atividades.

Para Cid César Augusto, idealizador e diretor do Cinemão, essa é a maior mostra itinerante de filmes de animação realizada no Rio de Janeiro: 

“A Mostra Cinemão de filmes animação já é calendário na cidade do Rio de Janeiro. É sucesso de público. Os filmes de animação funcionam com todas as faixas etárias. E o Cinemão é uma excelente janela para democratizar essa intensa e vibrante produção nacional”, afirma Cid César.

Programação 3ª Mostra Anima Cinemão:

- O Robo e a Maçã (11min), de Fernando Nisio;
-Cartas (4min 49 s), de David Mussel;
-De ontem (2 min 21s), de Marcelo Tannure;
-Quebra Cabeça (19min), Maria Leite;
-O Semeador de Planetas (12min 32s),  de Marcelo Tannure;
- O Primeiro João (6m40s),  de André Castelão;
-Tênnis da Hora (11m33s),  de Thomate;
-Até a China (15 min), de Marão;
-Estrela (2 min), de David Mussel;
-Fluxos (3 min), de Diego Akel;
-Guida (12 min), de Rosana Urbes;
-Menina Chuva (7 min), de Rosaria;
-Rugas (6 min), de Ludmila Curi;
- Peleja no Sertão (14m33s), de Fabio Miranda;
- Você quer ver algo realmente assustador (11m), de Marcelo Tannure;
- Out Off the Bubble (2m21s), de Lucas M Sepulveda.

Além dos novos curtas haverá, também, a retrospectiva dos curtas que foram exibidos na primeira e na segunda edição da mostra e que serão exibidos esse ano:
https://ci6.googleusercontent.com/proxy/RnNZfQn2o2xpggJQqefCOervMbPIci5mujDPJnvl43kv6Rtxjyh5gHN_JKVzeU-aaGz3pePFgxfoAAtZJZNx8mveVTc-11j98EfuAJVcumUenA=s0-d-e1-ft#https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif
 -A gota e o ralo;
Sinopse: A história de uma gota que não quer cair no ralo.

-A ilha;
Sinopse: Em tempos de aquecimento global, o que poderia acontecer a dois habitantes de uma ilha paradisíaca se, de repente, o nível dos mares subisse?

- Awara Nane Putane;
Sinopse: Uma história do cipó é um curta-metragem em animação que conta o mito de origem do uso tradicional da ayahuasca, na versão da etnia yawanawa, que vive no coração da floresta amazônica, nas margens do Rio Gregório, no Estado do Acre. O curta é todo falado em idioma yawanawa, povo que pertence ao tronco linguístico Pano.

-Eu queria ser um monstro;
Sinopse: Cotidiano de uma criança com bronquite.


-Eram os Deuses Extraterrestres;
Sinopse: Um garoto de apenas 7 anos que vive na garagem de sua casa fazendo experimentos para dominar o mundo e resolve fazer uma nave espacial.

-Julieta de Bicicleta;
Sinopse: Julieta é uma menina certinha, que gosta de tudo no seu devido lugar, meticulosamente calculado. O único medo de Julieta é o inesperado. No dia de seu aniversário, Julieta ganha uma bicicleta e sai para passear pelo parque. Mas o inesperado está logo à frente virando a esquina. Baseado no livro homônimo de Liana Leão.

-O Anão que virou gigante;
Sinopse: A improvável, todavia autêntica, história do anão que virou gigante.

-O Cangaceiro;
Sinopse: O Cangaceiro, filme realizado pelos alunos de Design da UFPE, conta a história de Lampião, personagem histórico da Região Nordeste. Baseado em literatura de cordel, os versos narram seus infortúnios e seus amores, seu triunfo e seu declínio, e até seus acordos com o capeta. A animação mostra um pouco dos mitos e da fantasia que envolve o imaginário acerca do personagem.

-Ogro;

- O Macaco e o Rabo;
Sinopse: O macaco perde o rabo e parte em uma busca para recuperá-lo. A cada personagem em que ele encontra, sua situação se complica mais. Uma adaptação de um conto folclórico nordestino.

-O menino que sabia voar;
Sinopse: Um menino de apenas sete anos de idade está em coma. Apesar da tristeza de sua situação, a natureza de seu espírito infantil não é afetada e ele voa livre e vive  grandes aventuras!

-Rio (te)amam(se);
Sinopse: Um casal se ama no Rio de Janeiro e quando se amam eles amam o Rio (eles são o Rio).

-Terra, Cuide Dessa Bola
Sinopse: Os desenhos e pinturas rupestres foram as primeiras tentativas dos humanos preservarem e contarem suas histórias. Um pesquisador que encontra um trabalho desses encontra um tesouro. Mas, e se não foram feitos por humanos?

-Estrela (2 min), de David Mussel;
-Fluxos (3 min), de Diego Akel;
-Guida (12 min), de Rosana Urbes;




O projeto também possui uma extensa lista de simpatizantes, como o cineasta Walter Salles, o apresentador Danilo Gentili /ex-CQC, os atores Bruno Gagliasso e Matheus Nachtergaele, entre outros.


Serviço: 3ª Mostra Anima Cinemão
Local: Cidade das Crianças: Avenida João XXIII, Santa Cruz.
Data: dias 27 e 28 de junho, às 10h e às 14h (duas sessões por dia).
Loca: Conjunto César Maia. Curicica.
Data: 29/6 (quinta), às 10h e às 14h (duas sessões por dia).
Entrada gratuita.
Classificação livre.

Jason Bourne com Matt Damon, chega ao Telecine



Mais recente produção da franquia "A Identidade Bourne", Jason Bourne é a Superestreia do Telecine Premium e do Telecine Play, no dia 24 de junho. Quinto capítulo da saga, ambientado 12 anos depois do fim de O Ultimato Bourne, o filme marca o retorno de Matt Damon ao papel do mais perigoso ex-agente da CIA. Desta vez, ele irá descobrir verdades explosivas sobre seu passado.

Jason Bourne (Matt Damon) vive como lutador de rua, no submundo de Atenas, numa espécie de aposentadoria de seu trabalho como agente. Mas é surpreendido por Nicky Parsons (Julia Stiles), que revela o envolvimento do pai de Bourne na criação do programa responsável pela sua lavagem cerebral. Ele, então, acaba voltando aos Estados Unidos para continuar sua investigação e entra na mira do ex-chefe, Robert Dewey (Tommy Lee Jones). Dentro da corporação, Heather Lee (Alicia Vikander) acredita que recrutar Bourne novamente seja a melhor solução.

SERVIÇO
Jason Bourne (Jason Bourne)
Direção: Paul Greengrass.
Elenco: Matt Damon, Tommy Lee Jones e Alicia Vikander.
CHI, GBR, EUA, 2016. Ação. 123 min. 14 anos.

Sessão Superestreia
Dia 24/6, sábado, às 22h, no Telecine Premium e a qualquer momento no Telecine Play.
Dia 25/6, domingo, às 20h, no Telecine Pipoca.


Festival Varilux de Cinema Francês prolonga exibições em 10 cidades brasileiras




Quem mora em Salvador, Rio de Janeiro, Florianópolis e outras sete cidades ainda consegue assistir aos mais recentes trabalhos da cinematografia francesa

Cinéfilos de dez cidades brasileiras podem ainda aproveitar o Festival Varilux de Cinema Francês e correr para o cinema. Aracaju (SE), Caxias do Sul (RS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Niterói (RJ), Petrópolis (RJ), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Luís (MA) recebem a totalidade ou parte dos 19 filmes integrantes do festival encerrado em 45 cidades na última quarta-feira, dia 21. São muitas as opções: do clássico “Duas Garotas Românticas”, de Jacques Demy e Agnès Varda, com Catherine Deneuve e sua irmã Françoise Dorléac, musical que comemora 50 anos; ao documentário “Amanhã”, que levou mais de 1 milhão de pessoas aos cinemas na França e recebeu o César de melhor documentário 2016. Confira a programação das cidades no sitehttp://variluxcinefrances.com/2017/
Os maiores astros, assim como a nova e ascendente geração do cinema francês estão nos filmes da seleção: Gerard Depardieu atua com o rapper Sadek em “Tour de France”, de Rachid Djaïdani. A diva Catherine Deneuve, além de estrelar o clássico “Duas Garotas Românticas” também está em “O Reencontro”, ao lado de Catherine Frot. O drama esteve na seleção do Festival de Berlim deste ano. A versátil atriz Juliette Binoche interpreta a mãe de Camille Cottin na comédia, “Tal mãe, tal filha”, em que as duas ficam grávidas ao mesmo tempo. Marion Cotillard, brilha em duas produções: no drama “Um Instante de Amor”, pelo qual recebeu as melhores críticas por sua atuação, no Festival de Cannes do ano passado, e na comédia auto-satírica Rock’n Roll – Por trás da Fama”, de Guillaume Canet, seu marido, no filme e na vida real. Outro destaque no festival é “Frantz”, de François Ozon, uma surpreendente adaptação do filme de Ernest Lubitsch de 1932, com o novo astro do cinema francês Pierre Niney (“Yves Saint Laurent”). O longa esteve nas seleções oficiais no festival de Sundance, Toronto e Veneza.
Omar Sy, que se consagrou em “Intocáveis”, vive um pai solteiro às voltas com sua filha na comédia dramática “Uma Família de Dois” e a inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, poderá ser vista em sua última atuação na comédia “Perdidos em Paris”.
Ao todo são 18 produções que representam a nova safra do cinema francês e mais um clássico em cópia restaurada. Além das já mencionadas, há na programação outros filmes que estiveram nos mais importantes festivais de cinema internacionais: a comédia dramática “Na Cama com Vitória”, de Justine Triet , com as jovens revelações do cinema francês Vincent Lacoste e Virginie Efira; “Coração e Alma”, de Katell Quillévéré, com um elenco  também já consagrado: Tahar Rahim, Emmanuelle Seigner, Anne Dorval; “A Vida de uma Mulher”,  de Stéphane Brizé, com Judith Cemla, indicada ao César de melhor atriz pelo papel; Na Vertical” de Alain Guiraudie, com Damien Bonnard, indicado ao César como melhor ator revelação 2017; e “Rodin”, de Jacques Doillon, que teve sua estreia mundial em maio deste ano, no Festival de Cannes.
Completam a lista, “O Filho Uruguaio”, com grande parte das filmagens no Uruguai, onde uma mãe vem em busca de seu filho seqüestrado; o divertido“Uma Agente Muito Louca”, de Dany Boon; a comédia romântica “Um Perfil para Dois”, com o veterano Pierre Richard, que brinca com as possibilidades de relacionamentos amorosos pela internet e “A Viagem de Fanny”, adaptação do livro  Le journal de Fanny, uma autobiografia de Fanny Bel-Ami, que aos 12 anos sai em uma jornada com outras crianças para fugir da França ocupada durante a Segunda Guerra, em direção à Suíça.
O Festival Varilux de Cinema Francês é produzido pela Bonfilm e conta com o patrocínio principal da Varilux/Essilor e o Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.
SERVIÇO
Festival Varilux de Cinema Francês 2017
Confira as cidades, cinemas e a datas de exibição:
Aracaju – SE – Cinema Vitória – até 27.06
Caxias do Sul – RS – Sala de Cinema Ulysses Geremia – até 02.07
Curitiba – PR – Cineplex Novo Batel – até 05.07
Florianópolis – SC – Paradigma Cine Arte – até 28.06
Niterói – RJ – Cine Arte UFF – até 25.06
Petrópolis – RJ – Cine Itaipava – até 28.06
Recife – PE – Fundação Joaquim Nabuco – Cinema do Museu –  até 28.06
Rio de Janeiro – RJ – Odeon – até dia 28.06
Salvador – BA – Saladearte – Cinema do Museu – até 05.07
São Luís – MA – Cine Lume – até dia 28.06
19 FILMES NA PROGRAMAÇÃO: 
1 – Uma Agente muita Louca (Raid Dingue), de Dany Boon
Com Dany Boon, Alice Pol, Michel Blanc/2017
Comédia – 1h 45min
Distribuição no Brasil: California Filmes
Sinopse:
Johanna Pasquali é a primeira mulher a entrar no RAID, tropa de elite da polícia francesa, mas se vê no caminho de Eugène Froissard, o mais misógino dos agentes da RAID. Essa dupla improvável está encarregada de parar a Gangue Leopardo, que está por trás de audaciosos roubos nas ruas de Paris. Mas antes de colocar os malfeitores atrás das grades, eles precisam encontrar uma maneira de serem parceiros sem que se matem, seja em treinamento ou trabalhando em casos complicados
2 – Amanhã (Demain), de Cyril Dion e Mélanie Laurent
Com Mélanie Laurent, Pierre Rabhi e Olivier de Schutter
2015 – Documentário – 1h58min
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Sinopse:
E se mostrar soluções e contar uma boa história fosse a melhor maneira de resolver as crises ecológicas, econômicas e sociais que atravessam nossos países? Após a publicação de um estudo que anunciava o possível desaparecimento de parte da humanidade até 2100, Cyril Dion e Mélanie Laurent partiram com uma equipe de quatro pessoas por dez países para entender o que poderia provocar essa catástrofe e, sobretudo, como evitá-la.  Durante a viagem, encontraram pioneiros que reinventaram a agricultura, a energia, a economia, a democracia e a educação. Todas juntas, estas iniciativas positivas e concretas, já contribuem para definir o mundo de amanhã…
3 – Na Cama com Victoria (Victoria), de Justine Triet
Com Vincent Lacoste, Virginie Efira e Melvil Poupaud
2016 – Comédia dramática – 1h37min
Distribuição no Brasil: Califórnia Filmes
Sinopse:
Victoria Spick, advogada, em pleno vazio sentimental, é convidada para um casamento, e lá encontra seu velho amigo Vincent, e Sam, ex-traficante, que ela conseguiu inocentar.  No dia seguinte, Vincent é acusado de tentativa de homicídio por sua namorada. A única testemunha do episódio é o cão da vítima. Relutante, Victoria aceita defender Vincent, enquanto contrata Sam como babá. É o início de uma série de reviravoltas na vida de Victoria.
4 – Coração e Alma (Reparer les vivants), de Katell Quillévéré
Com Tahar Rahim, Emmanuelle Seigner e Anne Dorval
2016 – Drama – 1h40min
Distribuição no Brasil: California Filmes
Sinopse:
Tudo começa ao amanhecer; três jovens surfistas em um mar furioso. Poucas horas depois, a caminho de casa, ocorre um acidente. Agora totalmente ligado às máquinas em um hospital em Le Havre, a vida de Simon está por um fio. Enquanto isso, em Paris, uma mulher aguarda o transplante de órgão que lhe dará uma nova chance de vida.
5 – Uma Família de Dois (Demain tout Commence), de Hugo Gélin
Com Omar Sy, Clémence Poésy, Antoine Bertrand
2017– Comédia dramática – 1h55
Distribuição no Brasil: Paris Filmes
Sinopse:
Samuel nunca foi de ter muitas responsabilidades. Levando uma vida tranquila ao lado das pessoas que ama no litoral sul da França, ele vê tudo mudar com a chegada inesperada de um bebê de poucos meses chamada Glória, sua filha. Incapaz de cuidar da criança, ele corre para Londres a fim de encontrar a mãe biológica, mas, sem sucesso, decide criá-la sozinho. Oito anos depois, quando Samuel e Glória se tornam inseparáveis, a mãe retorna para recuperar a menina.
6 – O Filho Uruguaio (Une Vie Ailleurs), de Olivier Peyon
Com Isabelle Carré, Ramzy Bedia, Maria Dupláa
2017 – Drama – 1h36min
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Sinopse:
É no Uruguai que Sylvie finalmente encontra a pista sobre o paradeiro de seu filho, sequestrado há quatro anos pelo ex marido. Com a ajuda preciosa de Mehdi, ela vai recuperá-lo, mas ao chegar lá, nada acontece como previsto: a criança, criada por sua avó e sua tia, parece feliz e radiante. Sylvie percebe que Felipe cresceu sem ela e que agora sua vida é em outro lugar.
7- Frantz (Frantz), de François Ozon
Com Pierre Niney, Paula Beer, Ernst Stötzner
2017 – Drama – 1h53min
Distribuição no Brasil: California Filmes
Sinopse:
Em uma pequena cidade alemã após a Primeira Guerra Mundial, Anna chora diariamente no túmulo de seu noivo, morto em batalha na França. Um dia, um jovem francês, Adrien, também coloca flores no túmulo. Sua presença, logo após a derrota alemã, inflama paixões
8- Um Instante de Amor (Mal de Pierres), de Nicole Garcia
Com Marion Cotillard, Louis Garrel, Alex Brendemühl
2016 – Drama – 1h56
Distribuição no Brasil: Mares Filmes
Sinopse:
Ao fim da Segunda Guerra Mundial, Gabrielle encontra-se velha demais para permanecer solteira e é obrigada a casar-se com um viúvo frequentador de prostíbulos. Infeliz e incapaz de engravidar, Gabrielle viaja em busca de cura em águas termais e se envolve romanticamente com um militar casado.
9 – Perdidos em Paris (Paris pieds nus), de Fiona Gordon, Dominique Abel
Com Fiona Gordon, Dominique Abel, Emmanuelle Riva
2017– Comédia – 1h 23min
Distribuição no Brasil: Pandora
Sinopse:
Fiona, bibliotecária de uma pequena cidade canadense, recebe uma aflita e angustiada carta de sua tia Marta, uma senhora de 93 anos, que vive sozinha em Paris. Sem pestanejar, Fiona embarca no primeiro avião rumo à capital francesa apenas para descobrir que Martha desapareceu. Em uma verdadeira avalanche de desastres inexplicáveis, Fiona conhece Dom, um sem-teto egoísta e sedutor, que não vai deixá-la seguir sozinha em sua busca. Um conto divertido e cativante sobre três pessoas peculiares perdidas em Paris. Dos mesmos diretores e comediantes de Rumba e La fée.
10 – Um Perfil para Dois  (Un Profil pour Deux), de Stéphane Robelin
Com Pierre Richard, Yaniss Lespert, Fanny Valette
2017– Comédia romântica – 1h39
Distribuição no Brasil: Paris Filmes
Sinopse:
Pierre é um viúvo e aposentado que não sai de casa há mais de 10 anos. Descobre as alegrias da internet graças a Alex, um jovem contratado por sua filha para lhe ensinar o básico de computadores. Em um site de namoro, uma mulher jovem e bela, que usa o codinome flora63, é seduzida pelo romantismo de Pierre e o propõe um primeiro encontro. Apaixonado, Pierre volta a viver feliz, mas em seu perfil ele colocou a foto de Alex e não a sua. Pierre deve agora convencer o jovem Alex de encontrar Flora em seu lugar.
11 – O Reencontro (Sage Femme), de Martin Provost,
Com Catherine Frot, Catherine Deneuve, MylèneDemongeot
2017 – Drama/Comédia – 1h57min
Distribuição no Brasil: Mares Filmes
Sinopse:
Claire exerce a profissão de parteira com muita paixão. Mas preocupada com sua maternidade, vê sua vida virada de cabeça para baixo pelo retorno de Beatrice, a extravagante ex-mulher de seu falecido pai.
12 – Rock’n roll – Por trás da fama, (Rock’n roll) de Guillaume Canet
Com Guillaume Canet, Marion Cotillard, Gilles Lellouche
2017– Comédia – 2h 03min
Distribuição no Brasil: Mares Filmes
Sinopse:
Guillaume Canet, 43 anos é realizado na vida e tem tudo para ser feliz… Numa filmagem, uma linda atriz de 20 anos vai cortar seu entusiasmo ao dizer a ele que não é mais tão « Rock », que inclusive, nunca foi e, para acabar de vez com ele, que caiu muito na “lista” dos atores mais desejados… Sua vida familiar com Marion, seu filho, sua casa de campo, seus cavalos, seus cabelos, dão a ele uma imagem cafona e que não é mais exatamente sexy… Guillaume entende que é urgente mudar tudo. E ele resolve ir longe, bem longe, sob o olhar estupefato e impotente de quem o cerca.
13 – Rodin, de Jacques Doillon
Com Vincent Lindon, Izia Higelin, Séverine Caneele
2017– Drama – 1h 59min
Distribuição no Brasil: Mares Filmes
Sinopse:
Em Paris de 1880, Auguste Rodin finalmente recebe, aos 40 anos, sua primeira encomenda do Estado: A Porta do Inferno, obra composta de figuras que farão sua glória, como O Beijo e O Pensador. Ele divide sua vida com Rose, sua eterna companheira, quando conhece a jovem Camille Claudel, sua aluna mais talentosa, que rapidamente torna-se sua assistente e, em seguida, sua amante. Dez anos de paixão, mas também dez anos de admiração e cumplicidade compartilhada. Após a dissolução, Rodin continua a trabalhar com determinação. Ele deve encarar a rejeição e o entusiasmo que a sensualidade da sua escultura provoca e assina com seu Balzac, rejeitado enquanto vivo, ponto de partida incontestável da escultura moderna.
14 – Tal Mãe, tal Filha (Telle mére, telle fille), de Noèmie Saglio
Com Juliette Binoche, Camille Cottin, Lambert Wilson
2017 – Comédia – 1h 34min
Distribuição no Brasil: California Filmes
Sinopse:
Inseparáveis. Avril e sua mãe Mado não podiam ser mais diferentes. Avril, 30 anos, é casada, assalariada e organizada, ao contrário da mãe, eterna adolescente despreocupada e louca que vive sustentada pela filha desde seu divórcio. Mas quando as duas mulheres se veem grávidas ao mesmo tempo e sob o mesmo teto, o embate é inevitável. Pois se Mado, em plena crise juvenil não está pronta para ser avó, Avril tem muita dificuldade em imaginar sua mãe… uma mãe!
15 – Tour de France (Tour de France), de Rachid DjaïdanI
Com Gérard Depardieu, Sadek e Louise Grinberg
2016 – Comédia dramática – 1h35min
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Sinopse:
Far’Hook é um jovem rapper de vinte anos que é forçado a deixar Paris por um tempo. Seu produtor, então, recomenda que o jovem artista passe um tempo com seu pai, Serge, um homem decidido a seguir os passos de Joseph Vernet, um famoso pintor francês. Logo, o rapper se junta a Serge e a jornada dos dois criará uma amizade improvável entre dois homens extremamente distintos.
16 – Na Vertical (Rester Vertical), de Alain Guiraudie
Com Damien Bonnard, India Hair, Christian Bouillette
2016 – Drama – 1h 40min
Distribuição no Brasil: Zeta Filmes
Sinopse:
Leo está à procura de um lobo. Durante uma caminhada no sul da França conhece Marie, uma pastora de espírito livre e dinâmico. Nove meses depois, nasce o filho dos dois. Sofrendo de depressão pós-parto e sem fé em Leo, que vai e vem sem aviso, Marie os abandona. Leo encontra-se sozinho, com um bebê para cuidar. Através de uma série de encontros inesperados e incomuns, o filme apresenta várias camadas subjetivas que nos apresentam a natureza, o sexo, o onírico, a velhice, a morte, a complexidade da vida. Leo vai fazer o que for preciso para se manter de pé.
17 – A Viagem de Fanny (Le Voyage de Fanny), de Lola Doillon
Com Cécile de France, Léonie Souchaud, Fantine Harduin
2016- Aventura/Drama – 1h 34min
Distribuição no Brasil: Mares Filmes
Sinopse
Com seus 12 anos, Fanny é cabeça dura! Mas é, sobretudo, uma jovem corajosa que, escondida num lar distante de seus pais, cuida das duas irmãs mais novas.
Tendo que fugir precipitadamente, Fanny se coloca à frente de um grupo de 8 crianças e inicia uma perigosa viagem através da França ocupada para chegar à fronteira suíça. Entre medos, gargalhadas e encontros inesperados, o grupinho aprende o que é independência e descobre o valor da solidariedade e da amizade…
18 – A Vida de uma Mulher (Une vie), de Stéphane Brizé
Com Judith Chemla, Jean-Pierre Darroussin e Yolande Moreau
2016 – Drama – 1h59min
Distribuição no Brasil: Mares Filmes
Sinopse:
Jeanne volta para casa após completar os estudos e passa a ajudar os zelosos pais nas tarefas do campo. Certo dia o visconde Julien de Lamare aparece nas redondezas e logo conquista o coração da jovem, que, encantada, com ele se casa e vai morar. Conforme o tempo avança Julien se mostra infiel, avarento e nada companheiro, o que vai minando a alegria de viver da antes esperançosa Jeanne.
19 – CLÁSSICO DO FESTIVAL 
Duas Garotas Românticas (Les Demoiselles de Rochefort), de Jacques Demy e Agnès Varda
Com Catherine Deneuve, Françoise Dorléac e Danielle Darrieux
1967 – Comédia musical – 2h04min
Sinopse:
Delphine e Solange são duas irmãs de 25 anos que vivem em Rochefort, na França. Delphine é professora de dança, enquanto Solange ensina piano. Ambas sonham em encontrar um grande amor, assim como os rapazes que chegam à cidade e passam a frequentar o bar da família.
Mais informações em: www.variluxcinefrances.com
Facebook: Festival Varilux de Cinema Francês (/variluxcinefrancês)
Instagram: @variluxcinefrances
Youtube: Festival Varilux de Cinema Francês.