'A Múmia' estrelado por Tom Cruise ganha primeiro trailer

Saiu o primeiro trailer do novo filme de 'A Múmia', estrelado por Tom Cruise.  O teaser apresentou a versão feminina do monstro, interpretada pela atriz Sofia Boutella. Russell Crowe também está no elenco. Na história, uma antiga rainha, cujo destino foi injustamente tirado dela, foi sepultada nas profundezas de um deserto. Para se vingar, ela desperta nos dias atuais trazendo sua maldade alimentada durante milênios.


A Múmia estreia em 9 de junho de 2017.



Trailer




Cineasta Alemão Hans-Jürgen Syberberg ganha retrospectiva inédita na Caixa Cultural Rio de Janeiro

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 13 a 23 de dezembro, a mostra audiovisual Syberberg, um filme da Alemanha, que reúne a obra inédita, em digital, do cineasta alemão Hans-Jürgen Syberberg, um dos expoentes do Novo Cinema Alemão. Durante a mostra, serão apresentados dez filmes do diretor, com destaque para sua grande obra Hitler, um filme da Alemanha, concluída em 1977, em que examina a ascensão e a queda do Terceiro Reich. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Com mais de sete horas de duração, Hitler, um filme da Alemanha deu fama internacional ao diretor. A produção disseca as raízes e a decadência da cultura europeia e ocidental, tema recorrente em sua filmografia, aborda a dicotomia entre o bem e o mal e os horrores do holocausto. O filme será exibido em quatro partes, divididas em dois dias: duas sessões na quinta-feira (15), e duas na sexta-feira (16).

Ludwig - Réquiem para um Rei Virgem (1972)


"Hans-Jürgen Syberberg é a figura mais controversa do Novo Cinema Alemão. Seus filmes lidam diretamente com a consciência do passado nazista e com a decadência da burguesia europeia. Syberberg, assim como Richard Wagner, idealizou a arte total e criticou duramente o que viu como a mercantilização da arte", comenta o curador da mostra, Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida.


Debate:

No dia 16 (sexta-feira), a sessão será seguida de um debate sobre a obra de Syberberg, às 18h. Com mediação do curador, Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida, o debate reunirá Lucas Murari, produtor e curador do Risco Cinema, e Sérgio Alpendre, crítico de cinema, jornalista, professor e doutorando em Comunicação e Cinema da Universidade Anhembi-Morumbi, e tem entrada franca.

Hitler: Um filme da Alemanha (1977)


Sobre o cineasta:

Hans-Jürgen Syberberg nasceu em Nossendorf, Pomerânia, em 1935, e viveu em Rostock e Berlim. Em 1952, fez seu primeiro filme, em super-8, ao registrar os ensaios da Berliner Ensemble. Mudou-se para a Alemanha Ocidental no ano seguinte, onde completou os estudos em Literatura e História da Arte, em 1956. Concluiu o doutorado em Munique com a tese “O Absurdo em Dürrenmatt”.

 Em 1963, Syberberg produziu documentários sobre Romy Schneider e Fritz Kortner para a Rádio Bávara. Causou polêmica com o filme Winifred Wagner e a História da Casa de Wahnfried de 1914 a 1975 (1975), em que Winifred – esposa de Siegfried, filho de Wagner –, revela sua admiração pelo nazismo e amizade pessoal com Adolf Hitler.

Parsifal – 1º Ato (1982)

 Como nenhum outro diretor do Novo Cinema Alemão, Syberberg abraçou o teatro, a literatura, a ópera e o vídeo, transformando o cinema em verdadeira plataforma multimídia, fundindo cinema à literatura, ao teatro e à música. Ele próprio caracteriza sua obra como uma forma de Gesamtkunstwerk – arte total, que combina o teatro épico de Bertold Brecht e a estética operística de Richard Wagner. Outra influência na obra do cineasta é o ensaio A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica, de Walter Benjamin.



Programação:


13 de dezembro (terça-feira)

13h - Sex- Business - Realizado em Pasing (1970), 96 min, 14 anos.

15h - Winifred Wagner e a História da Casa de Wahnfried de 1914 a 1975 - Parte 1 (1977), 141 min, 14 anos.

18h - Winifred Wagner e a História da Casa de Wahnfried de 1914 a 1975 - Parte 2  (1977), 149 min, 14 anos.



14 de dezembro (quarta-feira)

13h - Theodor Hierneis ou Como se tornar um ex-cozinheiro da Corte (1972), 84 min, 14 anos.

14h50 - Ludwig - Réquiem para um Rei Virgem (1972),140 min, 14 anos.

17h40 - Karl May (1974), 187 min, 14 anos.



15 de dezembro (quinta-feira)

14h30 - Romy - Retrato de Um Rosto (1967), 60 min, 14 anos.

16h - Hitler, Um Filme da Alemanha - Parte 1: O Graal - do Freixo Cósmico ao Carvalho de Goethe de Buchenwald (1977), 91 min, 14 anos.

18h - Hitler, Um Filme da Alemanha - Parte 2: Um Sonho Alemão...Até o Fim do Mundo (1977), 126 min, 14 anos.



16 de dezembro (sexta-feira)

14h - Hitler, Um Filme da Alemanha - Parte 3: O Fim do Conto de Inverno e a Vitória Final do Progresso (1977), 93 min, 14 anos.

16h - Hitler, Um Filme da Alemanha - Parte 4: Nós Filhos do Inferno Lembramos a Era do Graal (1977), 100 min, 14anos.

18h – Debate: Com mediação do curador Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida, debatem sobre a obra de Syberberg Lucas Murari, produtor e curador do Risco Cinema, e Sérgio Alpendre, crítico de cinema, jornalista, professor e doutorando em Comunicação e Cinema da Universidade Anhembi-Morumbi. 

17 de dezembro (sábado)

13h - San Domingo (1970), 138min, 14 anos.

16h - Parsifal – 1º Ato (1982), 113 min, 14 anos.

18h15 - Parsifal – 2º e 3º Atos (1982), 142 min, 14 anos.

18 de dezembro (domingo)

14h - A Noite – Parte 1 (1985), 193 min, 14 anos.

17h40 - A Noite – Parte 2 (1985), 168 min, 14 anos.


20 de dezembro (terça-feira)

13h - Karl May (1974), 187 min, 14 anos.

16h30 - Romy – Retrato de Um Rosto (1967), 60 min, 14 anos.

18h - Ludwig – Réquiem para um Rei Virgem (1972),140 min, 14 anos.



21 de dezembro (quarta-feira)

14h - A Noite – Parte 1 (1985), 193 min, 14 anos.

17h40 - A Noite – Parte 2 (1985), 168 min, 14 anos.



22 de dezembro (quinta-feira)

13h - Winifred Wagner e a História da Casa de Wahnfried de 1914 a 1975 – Parte 1 (1977), 141 min, 14 anos.

16h - Winifred Wagner e a História da Casa de Wahnfried de 1914 a 1975 – Parte 2 (1977), 149 min, 14 anos.

19h - Theodor Hierneis ou Como Se Tornar Um Ex-Cozinheiro da Corte (1972), 84 min, 14 anos.



23 de dezembro (sexta-feira)

14h - Parsifal – 1º Ato (1982), 113 min, 14 anos.

16h15 - Parsifal – 2º e 3º Atos (1982), 142 min, 14 anos.

19h - Sex-Business – Realizado em Pasing (1970), 96 min, 14 anos.



Serviço:

Mostra Syberbeg, um filme da Alemanha

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Data: de 13 a 23 de dezembro de 2016

Horários: Consultar programação

Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.

Bilheteria:  terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação indicativa: 14 anos

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal



Comic Con Experience 2016 | Veja o que rolou na 3ª edição da maior feira de cultura pop

A Comic Con Experience 2016 rolou na semana passada, mas conseguimos registrar algumas imagens da maior feira de cultura pop da América Latina. O evento aconteceu no Centro de Exposições São Paulo Expo e reuniu cerca de 200 mil pessoas nos quatro dias do evento. Foram diversas atrações com celebridades do cinema, séries, quadrinhos, além de cosplays, palestras, sessão de autógrafos e vendas de produtos destinados ao público geek.  Confiram:



Créditos: Thaís Melo
































Crítica | Anjos da Noite: Guerras de Sangue - Quinto filme da franquia traz de volta a poderosa vampira Selene

Por Juliana Benaspin






Que delícia foi voltar à sala de cinema e reencontrar Selene (Kate Beckinsale). A Death Dealer mais poderosa dos vampiros está mais uma vez sendo caçada pela sua própria espécie. Uma vez ela já foi considerada princesa e caiu de seu trono por não se submeter mais aos comandos de Viktor. O amor de Michael (Scott Speedman) e sua filha desaparecida são os motivos que movem Selene a continuar lutando por sua existência solitária.




O filme começa com uma explicação dos anteriores. Achei muito interessante esse recurso utilizado pela diretora, Anna Forster, porque é uma forma de refrescar a memória de quem ficou muito tempo sem ver a sequência Underworld e também ajuda aos espectadores, que assistirão pela primeira vez um filme da série, a se situar na história de Selene, Michael e Eve. 


Acreditando ter acabado com as guerras entre raças, Selene foge de lycans, vampiros e humanos. Entretanto David (Theo James) mostra a Selene que não é mais possível viver fugindo. Eles precisam trabalhar juntos para provar a inocência dela e continuar protegendo a vida da híbrida Eve.



O exercito lycan agora é controlado pelo licantropo Marius. Um homem forte, destemido, sedento de poder e que acredita que pode governar o mundo após a extinção dos vampiros. 



Vitorioso em inúmeras batalhas, ele conta com a ajuda de um traidor para invadir a fortaleza mais poderosa do clã do norte, Var Dohr. O clã nórdico é isolado e berço de uma cultura sagrada. Eles acreditam em um poder maior que o sangue. 

“A água é o caminho.”



Na segunda parte do filme, Selena volta mais mortal e vingativa. Ela não tem medo de proteger aqueles que um dia a queriam morta. Ela só quer paz porque sabe que a sobrevivência de sua filha depende da paz entre licantropos e vampiros. Descobrimos que Selene não é apenas poderosa pela luta. Seu sangue possui propriedades que podem fazer vampiros resistir a coisas que não seriam possíveis antes. 





Esse detalhe é bem parecido com a personagem Alice de Resident Evil, deixando-nos com a sensação de cópia, mas foi uma bem feita. Eu particularmente gostei. O ponto negativo é a quantidade de pontas soltas. Eu sei que o filme trata sobre seres que vivem eternamente e que não se pode dar algo definitivo a eles, mas acho que chega um ponto em que as sequencias vão começar a ficar cansativas e repetitivas. Eu ainda não cansei, mas não sei até quando vou continuar gostando... 

O novo longa-metragem conta com um novo elenco e que mantém a nossa atenção do inicio ao fim. Kate Beckinsale consegue ser fofa e letal nas cenas de ação. Queremos chorar pela dor dela. É muito difícil viver tantos milênios sem o amor de uma eternidade.





Theo James foi legalzinho no papel de David, o príncipe herdeiro. Tobias Menzies como Marius foi surpreendente. O ator de Outlander vem ganhando lugar nas telonas e telinhas e seu sucesso é definitivamente o que teremos para o futuro. Agora quem meu coração não consegue mais odiar e a cada papel me conquista mais um pouquinho é Charles Dance. O ator britânico ficou mundialmente conhecido pelo papel de Tywin Lannister em Game of Thrones. 


Clementine Nicholson interpreta a vampira nórdica com poderes do mundo divino e nos faz refletir um pouco sobre a nossa própria humanidade. Com uma caracterização bem próxima de Daenerys Targaryen, ela ganhou minha atenção por ser uma guerreira determinada e sábia. Já a quero nas próximas edições...



Curiosidade: Scott Speedman não retornou ao papel como Michael Corvin. O personagem foi revivido, desde a última parte da série, pelo ator Trent Garrett modificado por computação gráfica. 

Anjos da Noite: Guerras de Sangue está em cartaz nos cinemas.


Ficha técnica
Dirigido por: Anna Foerster
Escrito por: Cory Goodman
Duração: 1h 31
Estrelado por: Kate Beckinsale, Theo James, Tobias Menzies, Charles Dance, Laura Pulver, Clementine Nicholson, James Faulkner e outros.
Genero: Ação, fantasia e terror.
Nacionalidade: EUA

Trailer



Comic Con Experience 2016 | Painel da Marvel divulga trailer de Guardiões da Galáxia Vol. 2



Durante a Comic Con Experience 2016, em São Paulo, foi exibido o trailer de Guardiões da Galáxia Vol. 2 que será lançado em abril do ano que vem. Confira:


Guardiões da  Galáxia Vol. 2 




O trailer foi lançado no painel da Marvel, que contou com a presença do diretor James Gunn. O vídeo com cenas inéditas envolvem os personagens Senhor das Estrelas (Chris Pratt), Gamora (Zoe Saldana), Drax (Dave Bautista), Rocket Raccoon (Bradley Cooper) e Groot (Vin Diesel). 

O filme chega aos cinemas brasileiros em 27 de abril de 2017.



Blow-Up retorna aos cinemas brasileiros após 50 anos de sua estreia



Baseado em um conto do escritor argentino Julio Cortázar, a história de Blow-Up gira em torno do envolvimento acidental de Thomas, um fotógrafo de moda na Swinging London, em um caso de assassinato.

Após fotografar um casal que se encontrava em um parque, Thomas é procurado pela mulher, que exigia os negativos das fotos. Instigado pela insistência da mulher, o fotógrafo amplia as imagens e as examina, descobrindo o que acredita ser um indício de um crime, capturado ao acaso por sua lente. Dessa forma, o fotógrafo acaba se envolvendo em um enigma que tenta solucionar por meio de suas fotografias.

Primeiro filme de Antonioni falado inteiramente em inglês, Blow-up foi de extrema importância no contexto da contracultura. Relevante não só por exibir a agitação cultural na qual Londres estava imersa na década de 1960, com participações de alguns de seus ícones, como a modelo Verushka e os Yardbirds, o filme ganhou notoriedade – e controvérsia – também pela quebra de alguns paradigmas do cinema da época, rompendo com o Código Hays ao exibir cenas de nudez frontal, algo até então inédito no cinema britânico voltado ao grande público.

O filme foi o grande vencedor do Festival de Cannes 1967, além de diversas outras mostras internacionais, e é considerado um dos mais relevantes da carreira de Michelangelo Antonioni. Em 8 de dezembro, o Clássica traz a versão restaurada desta obra-prima aos cinemas brasileiros.



Blow-Up (DCP, Reino Unido/Itália/EUA, 1966, 111 min.)
Direção: Michelangelo Antonioni
Roteiro: Michelangelo Antonioni, Tonino Guerra, Edward Bond
Direção de fotografia: Carlo Di Palma
Montagem: Frank Clarke
Música: Herbie Hancock
Produção: Carlo Ponti, Pierre Rouve
Elenco: David Hemmings, Sarah Miles, Vanessa Redgrave, Verushka

Trailer





Estreias do Telecine no último mês do ano. Tem Deadpool, Anomalisa, Kung Fu Panda 3 ...


O último mês do ano vai ser de fortes emoções e muita diversão no Telecine. Rei da zoeira sem limites, Deadpool estreia no dia 10 de dezembro no Telecine Premium e no Telecine Play. As animações O Bom Dinossauro e Kung Fu Panda 3 também poderão ser vistas a partir dos dias 3 e 31 de dezembro, respectivamente. Mas o fofurômetro vai explodir mesmo no dia 24 com a estreia de Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme na rede e na plataforma online. O clima nostálgico também vai estar presente no dia 9, quando irá ao ar Jem e as Hologramas, adaptação da série homônima dos anos 80. No dia 16, a cinebiografia Mais Forte que o Mundo - A História de José Aldo leva o tédio à lona. A cota de medo, emoção e suspense é garantida por Do Outro Lado da Porta, no dia 2, Horas Decisivas, no dia 5, e Terror na Estrada, no dia 14.

Entre as estreias do Telecine Cult e no Telecine Play também estão, dia 10, Anomalisa, primeira animação adulta a concorrer ao Oscar, dia 17, A Ovelha Negra, filme premiado na Mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes, e, dia 24, Truman, sensível drama protagonizado por Ricardo Darín.

Para celebrar os 70 anos Steven Spielberg haverá programação especial no dia 18 de dezembro em vários canais da Rede. Na data, serão exibidos a partir das 13h35, O Resgate do Soldado Ryan, Prenda-me se For Capaz e A.I. - Inteligência Artificial no Telecine Touch; Tubarão, às 22h, no Telecine Cult e o Telecine Premium encerra o dia de homenagens com a exibição de Ponte dos Espiões, às 23h45. No dia 9, o canal celebra o centenário de Kirk Douglas com a exibição, a partir das 19h40, de Sei Lei, Sem Alma e Spartacus (1960) na sequência. 

No mês em que completam-se 50 anos da morte de Walt Disney a homenagem ao cineasta também é dupla. No dia 15, o Telecine Touch exibe Walt nos Bastidores de Mary Poppins e, no Natal, as princesas da Disney foram convocadas para dar plantão. De uma só tacada vão ao ar A Princesa e o Sapo, O Diário da Princesa 2: Casamento Real, Frozen: Uma Aventura Congelante, Frozen: Febre Congelante e Cinderela (2015). O feriado também ganha leveza com o "Especial Natal Dançante" do Telecine Cult, quando serão exibidos Morrendo de Medo, O Mundo da Fantasia, Os Embalos de Sábado À Noite, Footloose - Ritmo Louco e Dirty Dancing - Ritmo Quente.