Single 'Sorry Not Sorry' leva Lovatics ao delírio

Por Juliana Benaspin

Enquanto alguns comemoram a chegada do inverno no reino, Demi Lovato esfrega a boa forma e talento em uma Cool for the Summer 2.0. Ontem (19) foi lançado nas redes o novo single da cantora.

Com um refrão recheado de volta por cima e como xs inimigxs devem estar sofrendo por vê-la no topo, Sorry not sorry conta com a presença de Jamie Foxx, Wiz Khalifa, Paris Hilton e muitas Bees americanas que exalam sensualidade e alegria. 
Mostrando mais uma vez porque é a rainha da comunidade gay, Demi apresenta um vídeo com muitas neon lights, vozerão e um hit que tem tudo pra bombar lá e aqui.

Assista o vídeo:

No final, ela mostra que mesmo xs destemidxs tem que respeitar algo. 
Foi um clipe divertido e que realçou a música, sem perder o glamour. Feito para os Lovatics com muito amor!

Star Trek: Sem Fronteiras estreia na Rede Telecine



A expectativa em torno do filme feito para celebrar os 50 anos de Jornada nas Estrelas era grande e Star Trek: Sem Fronteiras não decepciona. O longa, que poderá ser visto no Telecine Play e Telecine Premium, a partir de 22 de julho, faz parte do reboot lançado por J.J. Abrams, em 2009, e dá continuidade à saga da tripulação da Enterprise em sua missão de explorar o espaço. Além de contar com Chris Pine no papel do Capitão Kirk e Zachary Quinto como Spock, a produção dirigida pelo taiwanês Justin Lin avança ao trazer personagens femininos em posição de destaque, como Jaylah (Sofia Boutella), e ao representar a diversidade com Sr. Sulu (John Cho), que sai do armário.

Perdidos em um planeta desconhecido, o capitão Kirk (Chris Pine) e a sua equipe estão sob ameaça de Krall (Idris Elba), um inimigo misterioso que colocará à prova tudo o que a Federação representa. Para driblar o vilão, eles precisam se unir a Jaylah (Sofia Boutella), única aliada que encontram pelo caminho.

SERVIÇO
Star Trek: Sem Fronteiras (Star Trek Beyond)
Direção: Justin Lin.
Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto e Simon Pegg.
EUA, 2016. Ação. 123 min. 12 anos.

Sessão Superestreia
Dia 22/7, sábado, às 22h, no Telecine Premium e no Telecine Play.
Dia 23/7, domingo, às 20h, no Telecine Pipoca.

Anima Mundi traz ao Brasil diretor da abertura de 'Game Of Thrones'



Para comemorar seus 25 anos, o Anima Mundi - segundo maior festival de animação do mundo - traz, além de uma extensa programação repleta do que há de melhor no universo da animação, uma lista de convidados especiais para dividirem suas experiências com o público. Entre os destaques deste ano, está Robert Feng, diretor de arte da premiada abertura da série ‘Game Of Thrones’.

Na programação do Anima Forum - o braço de negócios do festival -  Feng ministrará uma aula sobre a produção da célebre abertura. Ao longo da programação do Anima Mundi, o diretor também lança sua animação 'Rock Dog - No Faro do Sucesso', que narra as aventuras de Bodi, um Mastim tibetano e futuro cão de pastoreio, que vê seu destino mudar quando um rádio literalmente cai do céu e a lenda do rock Angus Scattergood desperta seu coração para a música.

Sobre Rob Feng:

Rob Feng é um premiado cineasta, que, atualmente, trabalha como produtor e diretor, mas seu estilo de narração foi moldado por suas diversas experiências que incluem seus trabalhos como diretor criativo, especialista em efeitos visuais, consultor de marketing de start-up, entre outras.
Em 2011, Rob ganhou o Prêmio Emmy por seu trabalho em 'Game of Thrones', da HBO e, em 2012, foi condecorado com  o prêmio Cinema Eye Honors  por seu trabalho no filme 'Tabloid', de Errol Morris.
Ele também dirigiu comerciais premiados em todo mundo, atuou como consultor criativo para a divisão de videogames  da 20th Century Fox's  e gerenciou o desenvolvimento e a implementação dodublab.com, uma estação de rádio online dedicada ao crescimento da música, das artes e da cultura.
Como produtor, Rob concluiu recentemente o personagem animado Rock Dog e está no processo de criação de um novo empreendimento, voltado para o financiamento e produção de longas-metragens.

 
Confira no site a  programação completa do festival.

SERVIÇO:

Sessão Rock Dog - No Faro do Sucesso

Rio de Janeiro:
Data: 23/07/2017
Hora: 14:00
Local: Cine Odeon - Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro
Endereço: Praça Floriano, 7 - Centro

São Paulo:
Data: 30/07/2017
Hora: 14:00
Local: Caixa Belas Artes - Sala Candido Portinari
Endereço: R. da Consolação, 2423 - Consolação

Masterclass Robert Feng - Anima Forum

Rio de Janeiro
Data: 21 de julho - sexta-feira
Horário: 10:00 às 13:00
Local: CRAB – Centro SEBRAE de Referência do Artesanato Brasileiro
Endereço: Praça Tiradentes, 67
Preço: Pacote completo: 540,00 | Diária: 200,00

São Paulo
Data: 26 de julho - quarta-feira
Horário: 10:00 às 13:00
Local: SENAC São Paulo
Endereço: Rua Doutor Vila Nova, 228
Preço: Pacote completo: 420,00 | Diária: 180,00

A temporada 3 de Narcos estreia em 1º de setembro na Netflix

Foram divulgadas as primeiras imagens do Cartel de Cali e o anúncio oficial da data de estreia para a temporada 3 deNarcos, que estreia mundialmente na Netflix em 1º de setembro.

"Agente Peña, quanto você conhece sobre o Cartel de Cali?"
Em um mundo pós-Pablo Escobar, as palavras finais ditas na segunda temporada da série original Netflix,Narcos, foram um prenúncio do pivô da nova temporada sobre o mundo corrupto, poderoso e altamente lucrativo do Cartel de Cali, na Colômbia - os maiores chefões do tráfico sobre os quais você, provavelmente, nunca ouviu falar.  








Narcos - Temporada 3 - Sinopse:
Agora que a caçada sangrenta por Pablo Escobar terminou, o DEA volta sua atenção à organização do tráfico de drogas mais rica do mundo: o Cartel de Cali. Liderado por quatro poderosos chefões, este cartel opera de forma bem diferente do de Escobar, preferindo subornar oficiais do governo e manter suas ações violentas longe das manchetes.

Conheça os Reis:

  • Gilberto Rodriguez Orejuela (Damian Alcazar) - líder do Cartel de Cali, “chefe dos chefes”.
  • Miguel Rodriguez Orejuela (Francisco Denis) - o cérebro por trás da ascensão do Cartel de Cali, irmão de Gilberto.
  • Pacho Herrera (Alberto Ammann) - o assassino introvertido, cuida da conexão mexicana do cartel e da distribuição internacional.
  • Chepe Santacruz Londono (Pepe Rapazote) – chefia o império-satélite de Nova York da rede de drogas colombiana.
Assim que Gilberto anuncia um plano ousado para sair dos negócios, o agente Javier Peña (Pedro Pascal), do DEA, pede a ajuda dos oficiais da lei norte-americanos e colombianos para derrubá-lo. Esta temporada abre um mundo complexo de novos personagens implacáveis.
Novos personagens do elenco:
  • Jorge Salcedo (Matias Varela) - Chefe da segurança do cartel, que prioriza a proteção de sua mulher e filho sobre a de seus patrões.
  • Agentes do DEA Chris Feistl (Michael Stahl-David) e Daniel Van Ness (Matt Whelan), que entram na operação com entusiasmo e inexperiência.
  • Franklin Jurado (Miguel Angel Silvestre) - o lavador de dinheiro do cartel, que inadvertidamente coloca sua mulher, Christina (Kerry Bishe) em perigo mortal.
  • David Rodriguez (Arturo Castro) - Filho mais velho de Miguel, a princípio relutante em assumir um cargo de liderança na estrutura do cartel.

Dessa vez todas as regras mudaram para os narcos e seus oponentes – um fato que muitos perceberão quando for tarde demais.

CRÍTICA | ‘Carros 3’ traz mensagens sobre superação, lembranças e motivação

Mais um filme da franquia ‘Carros’, da Disney Pixar, estreia nos cinemas. Após a decepção do segundo filme, por não ter agradado nem os fãs e nem a crítica, o estúdio de animação apostou em temas maduros sem perder a essência do público infantil. O primeiro filme foi lançado em 2006, e após 11 anos, a produção explora o lado mais adulto do personagem tendo que encarar os desafios do envelhecimento.
O Relâmpago McQueen, corredor veterano, e com carreira vitoriosa na Copa Pistão, se depara com novos carros experientes e mais ágeis. A situação inesperada, o faz refletir seriamente em se aposentar. Com o apoio dos amigos, ele reluta contra a ideia e decidi prolongar a carreira. Para isso, McQueen é colocado em um centro de treinamento ultramoderno e também contrata uma nova treinadora, Cruz Ramirez, que o ajuda com atividades e corridas. O rival da trama, Jackson Storm, é um carro presunçoso e todo tecnológico, que não contava com o preparo especial de McQueen. A disputa entre os dois promete aumentar a adrenalina na corrida final, além de surpresas e uma reviravolta na prova.
Em Carros 3, o sentimento nostálgico está presenta na história em vários momentos, principalmente nas cenas do mentor Doc Hudson, maior inspirador de McQueen. Através das lembranças, ele encontra forças para não desistir da carreira no automobilismo e encara o desafio de correr  nas 500 milhas da Califórnia , o que pode ser para ele um sucesso ou um grande fracasso.
Quantos aos efeitos animados, a qualidade é excelente, somos presenteados com o ótimo jogo de cores. O design está incrível! Na cena da corrida final, por exemplo, a pista parece com a que ocorre corridas de Fórmula 1, um show de grafismo!
A dublagem brasileira conta com as vozes dos Youtubers Nah Cardoso e Rezendeevil, o piloto de Fórmula 1 Rubens Barrichello, a modelo e atriz Giovana Ewbank, a jornalista esportiva Fernanda Gentil e os narradores da ESPN Everaldo Marques e Romulo Mendonça.
Carros 3  traz mensagens sobre superação, lembranças e motivação. O filme destaca momentos emocionantes e divertidos.  Vale pena assistir com a família.

FICHA TÉCNICA:
Título original: Cars 3
Direção: Brian Fee
Distribuição: Disney
Data de estreia: qui, 13/07/17
País: Estados Unidos
Gênero: animação
Ano de produção: 2015
Classificação: Livre
3D / Dolby Atmos

Crítica | Dragonstone (GoT - 7x01) - A boa filha a casa torna...


Por: Juliana Benaspin

Com uma estreia mundial aguardada ansiosamente pelos fãs da série, Game of Thrones contou com cenas emocionantes, com disputas políticas e questionamentos religiosos que ainda não foram digeridas pela escritora que vos fala.

Cuidado!!!!!!!!!



Iniciando com a ascensão de Arya Stark como Ninguém, vemos a morte dos Frey e como o inverno será cruel com aqueles que tiveram “bonança” no longo verão. O amadurecimento da mais nova lady da família Stark era aguardado desde a cena  da morte de Ned.



Ainda com a presença dela, temos a participação especial que movimentou as redes sociais alguns meses atrás. Ed Sheeran é um soldado Lannister que está tentando voltar para casa com alguns outros homens e, em uma cena simples e sem muitas falas, descobrimos que a lista de Arya continua viva e que estamos muito próximos de vê-la concretizar a morte da atual rainha de Westeros, Cersei Lannister, primeira de seu nome, rainha dos Ândalos, blá-blá-blá... Vale também notar que há uma reflexão sobre quem herda os erros de seus pais e superiores em duas cenas dessa nova estreia. Uma é protagonizada por Arya e outra pelo novo rei do Norte, Jon Snow.



Jon mesmo sendo traído e abandonado pelos companheiros entende que não devemos julgar pessoas além daquelas que tomam a decisão. Ele perdoa casas que antes se voltaram contra a família Stark mesmo que a opinião de Sansa seja contrária. Não prefiro comentar sobre esse embate porque Jon é sempre um personagem que excede as expectativas. Ele nunca segue o caminho que eu penso que deveria seguir. E creio que isso é bom em alguns momentos da construção do enredo.

O segundo momento que chamou a atenção foi a presença de Sandor Clegane, o Perdigueiro - para os íntimos - e Beric Dondarrion. Qual a função dele com um dos maiores sacerdotes do fogo? Por que os deuses o escolheram?



Vemos uma personagem mais humanizada e com um passado que o marcou não só fisicamente, mas não foi definitivo na construção do caráter. Depois de sobreviver à separação de Arya, Clegane parece ter criado um coração com calor o suficiente para enterrar os mortos. O momento que entendi quem eram os mortos na pequena cabana, sentimos um aperto que fará muitos homens suarem pelos olhos.

Falando nas benditas lágrimas derramadas pela estreia, o que foi DAENY CHEGANDO EM CASA????



Eu precisei de muitos momentos pós cena para me acalmar e manter a estrutura emocional. Sabemos que tudo que a última Targaryen (conhecida pelo público) conhece de sua terra natal e da casa que um dia seus pais chamaram de sua, é através de histórias contadas por Viserys. Os sentimentos de saudosismo, reconhecimento, triunfo, dor e fúria ficaram claros com a atuação magnífica de Emilia Clarke, intérprete de Daenerys Targaryen. Palavras não foram necessárias, mas terminar com um SHALL WE BEGIN??????

Clarooooo!!!! Com certeza!!!!!! Se não for pra tomar tudo de volta, eu nem atravesso o mar Estreito!!!!!!!!!!!

Foi divino, foi emocionante, foi esplêndido. Não sei o que os outros fãs estão pensando, mas eu simplesmente adorei.
A sonoplastia surpreendeu com os preenchimentos corretos, provocando arrepios durante as cenas mais radicais. A nova versão da música Ice and Fire que toca nas cenas finais já está sendo procurada para virar ringtone. A fotografia das localidades impressionou. Os caminhantes brancos – que não tiveram muito destaque, porém foram introduzidos de maneira inteligentíssima – não nos deixam esquecer quem é o verdadeiro inimigo.

As mulheres são o destaque para essa reta final da série. Temos personagens decididas e fortes espalhadas por toda Westeros e que definitivamente levarão o jogo dos Tronos a outro nível.



Para os fãs de Harry Potter, além da presença de David Bradley – o mal encarado inspetor Filch – como Walder Frey, temos Jim Broadbent como o Grande Meistre da Cidadela. Ele encena um momento crucial com Sam Tarly, explicando porque Sam ainda não deve ter acesso à área restrita da grande Biblioteca. Vemos como os sábios não se preocupam tanto com a iminente guerra contra os reis da Noite. Mas se teve alguma coisa que Samuel Tarly aprendeu nessa vida é seguir os instintos. Com ele, descobrimos uma grande fortaleza repleta de Obsidiana – vidro de Dragão, única arma possível de matar os vagantes. Vale a pena prestar atenção na caminhada de Sam. Temos um aliado que não pode ser esquecido, pois seu papel na trama ainda não foi bem determinado. E aí? Quem notou?

Sei que aguardar seis dias para Stormborn não vai ser nada comparado à espera de 386 dias, mas quem é que está contando, não é mesmo?!


Confira o primeiro trailer de ‘Uma Dobra no Tempo’


A Disney divulgou o primeiro trailer de ‘Uma Dobra no Tempo’, durante a D23. O longa é dirigido por Ava DuVernay. O elenco conta com Chris Pine, Storm Reid, Oprah Winfrey e Reese Witherspoon.

Assista:


Sinopse: Uma cientista e seus filhos vivem sozinhos há muito tempo, desde que o patriarca, o físico Murry, sumiu misteriosamente. Certo dia, a enigmática Sra. Queé, usando sobretudo peludo e cachecol rosa-shocking, aparece com informações sobre o paradeiro de Murry e a família parte numa viagem que desafia as leis do espaço-tempo.

Uma Dobra no Tempo  estreia dia 9 de março de 2018.