Castelo de Areia, filme sobre a Segunda Guerra do Golfo está em cartaz na Netflix


O aclamado diretor brasileiro, Fernando Coimbra (O Lobo Atrás da Porta) fez sua estreia no cinema americano em uma produção original da Netflix, com o filme 'Castelo de Areia'. O longa sobre a  2ª Guerra do Golfo, em 2003, traz no elenco nomes como Nicholas Hoult (Mad Max: Estrada da Fúria), Henry Cavill (Batman vs Superman) e Logan Marshall-Green (Prometheus).

Na trama, um grupo de soldados americanos que estava prestes a voltar para casa, recebe a missão de fazer reparos no sistema de abastecimento de água, na periferia de Baqubah, região do Iraque, cercada pela guerra. Os soldados encontram dificuldades para conseguir ajuda da população, que teme a presença estrangeira ali. Além disso, precisam combater os rebeldes, prontos a atacar qualquer um que ajude os inimigos. A história é baseada na experiência real vivida pelo roteirista Chris Roessner, que esteve no país.

Segundo o diretor, o longa não é um filme de guerra, e sim, um filme que se passa numa guerra, com um personagem que a maioria das pessoas pode se identificar. "O roteiro me surpreendeu muito, me bateu forte, com essa jornada dos personagens. Essa forma não heroica, não patriótica, uma visão incomum no cinema norte-americano", acrescenta Coimbra.

A 2ª Guerra do Golfo (também conhecida como guerra do Iraque) aconteceu entre 2003 e 2011, encabeçada pelos Estados Unidos sob o comando de George W. Bush, que queria destituir Saddam Hussein por supostas ligações com a Al-Qaeda e pela produção não confirmada de armas de destruição em massa.

Castelo de Areia está em cartaz na Netflix.


Trailer



Comédia nacional "Gostosas, Lindas e Sexies" estreia nos cinemas




O longa nacional "Gostosas, Lindas e Sexies" chega aos cinemas neste fim de semana. Estrelado por Cacau Protásio, Lyv Ziese, Mariana Xavier e Carolinie Figueiredo, essa divertida comédia é sobre encontros e desencontros amorosos e profissionais de quatro mulheres de bem com a vida na maior parte do tempo.

Beatriz, Tânia, Ivone e Marilu são amigas inseparáveis. A história dessas quatro amigas bem-sucedidas que enfrentam todas as dificuldades comuns à maioria das mulheres de hoje em dia, além de vestirem manequim plus size, está no longa ‘Gostosas, Lindas e Sexies’, que estreia em 20 de abril.

O longa, que ainda conta com as participações do ator argentino Marco Antônio Capponi, Marcos Pasquim (“Babilônia”, novela da Rede Globo; “De Pernas Pro Ar”), André Bankoff (“Saramandaia” e “Babilônia”, novelas da Rede Globo) e Juliana Alves (“Babilônia”, “Cheias de Charme”, novelas da Rede Globo), além das participações especiais de Eliane Giardini, Paulo Silvino e Márcia Cabrita é uma produção da Santa Rita Filmes de Marcelo Braga, com coprodução da Paramount Pictures, direção de Ernani Nunes e distribuição da Paris Filmes.



Sinopse

Um filme divertido e bem-humorado sobre os encontros e desencontros amorosos e profissionais de quatro mulheres gostosas, liberais, lindas e muito sexies. Temas amorosos e sexuais, profissionais e relevantes, como o papel da mulher na sociedade atual, o dia a dia destas quatro mulheres sempre muito autênticas ilustram esta nova comédia romântica. Beatriz, Ivone, Marilu e Tânia, vestem um manequim plussize e são muito bem resolvidas.


Trailer




'Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi' ganha primeiro trailer e poster


A Disney divulgou o primeiro teaser de "Star Wars: Os Últimos Jedi" no evento "Star Wars Celebration", que comemora os 13 anos da saga, em Orlando, nos Estados Unidos.

O vídeo revela o primeiro encontro entre Luke Skywalker (Mark Hamill) e Rey (Daisy Ridley), no qual a jovem discípula aprende a usar a Força na mesma ilha onde "O despertar da Força" terminou.

O filme também ganhou seu primeiro pôster, com Luke, Kylo Ren (Adam Driver) e Rey como destaques. A heroína aparece em uma pose que é uma clara homenagem ao primeiro cartaz do primeiro filme.



Star Wars: Os últimos Jedi estreia em 14 de dezembro deste ano.

Assista:


.


Telecine Play lista grandes épicos religiosos na Semana Santa




A chegada da Semana Santa inspirou o Telecine Play a listar grandes produções épicas de seu acervo. Na plataforma online do Telecine é possível assistir a qualquer momento filmes como A Maior História de Todos os Tempos, sobre a trajetória de Jesus, e Os Dez Mandamentos (1956), que narra a história da vida de Moisés, além Milagre em Cokeville, Você Acredita?, Os Dez Mandamentos - O Filme e O Jovem Messias, que também têm temática religiosa. As duas primeiras produções ainda irão ao ar no Domingo da Páscoa no Telecine Cult, a partir das 15h, e as outras serão exibidas em sequência na Sexta-feira Santa no Telecine Touch, a partir das 18h.

Sobre o Telecine Play - Na plataforma online exclusiva para os assinantes do Telecine, é possível assistir a todos os filmes da Rede a qualquer momento e em diversas telas: TV conectada, computador, tablet, smartphone ou Xbox. Algumas produções podem também ser vistas através de download temporário, que permite ao assinante assistir a longas-metragens off-line, sem estar conectado à internet. Saiba mais sobre cada uma das produções.

Confira a programação no site.



Thor: Ragnarok ganha seu primeiro trailer legendado


"Thor Ragnarok" teve primeiro trailer divulgado pela Marvel. Chris Hemsworth continua na pele do personagem principal. A atriz australiana Cate Blanchett ("Carol") é a grande novidade da produção, como a vilã e deusa da morte Hela. Tom Hiddleston, Benedict Cumberbatch, Idris Elba e Anthony Hopkins também estão no elenco. Além disso, Mark Ruffalo volta a interpretar o Hulk e seu alter ego Bruce Banner no filme.

Dirigido por Taika Waititi, "Thor: Ragnarok" é o terceiro filme do super-herói. A estreia está prevista para 2 de novembro no Brasil. Assista ao vídeo.



Fonte: Globo.com

Crítica | 'Despedida em Grande Estilo' aborda a terceira idade, destacando a importância da verdadeira amizade


‘Despedida em Grande Estilo’ é um remake da comédia homônima de 1979 e traz no elenco grandes nomes vencedores do Oscar, como Michael Caine, Morgan Freeman e Alan Arkin.

Na trama, três amigos aposentados, Joe (Caine), Willie (Freeman) e Albert (Arkin) levam uma vida tranquila, até que perdem seus pagamentos de pensão e cada um enfrenta um drama pessoal: Joe está perdendo sua própria casa para o banco, Willie mora longe da família, e com problemas de saúde, tem poucas chances de receber uma doação de rim, e Al, cada vez mais pobre e sem expectativa de vida. Todos com mais de sessenta anos de idade, percebem que não têm muito tempo a perder e resolvem elaborar um plano de assaltar o banco, e assim, acabar com os problemas financeiros.



O personagem de Caine é um velhinho bem humorado, que tem grande carinho pela neta Brooklyn (Joey King). Ele é como uma figura paterna, já que o verdadeiro pai é completamente distante na vida da filha. Willie, interpretado por Freeman, também tem forte ligação com sua neta K (Kanika) e sofre com a impossibilidade de visitar a família. E Albert faz o tipo rabugento, mal-humorado, que vive solitário.

A história é engraçada com pouco de drama. Se por um lado rimos das confusões de três velhinhos ao assaltar um banco e nas cenas em que Al vive um amor na terceira idade, por outro, ficamos fragilizados ao sentir a emoção dos personagens com as dificuldades da velhice.  



O que realmente destaca é a excelente interação dos três protagonistas, se não fossem por eles, o filme poderia ser um fracasso. Com direção de Zach Braff, conhecido como protagonista da série de tv “Scrubs”, o longa acertou bem na escolha do elenco. Há participações de Christopher Lloyd, no papel de idoso esquecido (as cenas são hilárias!), além de Ann-Margret, namorada de Al, e Matt Dillon como agente Hammer do FBI.  

Despedida em Grande Estilo aborda diferentes temas ligados à terceira idade, mas a mensagem mais importante é a verdadeira amizade e companheirismo.  É divertido, vale a pena conferir se preferir algo leve e descontraído.

Estreia em 6 de abril nos cinemas.


Ficha Técnica
Despedida em Grande Estilo (Going in Style)
Direção: Zach Braff
Elenco: Morgan Freeman, Michael Caine, Alan Arkin, , Christopher Lloyd, Matt Dillon
Gênero: Comédia Dramática
Ano: 2017
País: EUA

Trailer


Caixa Cultural Rio de Janeiro exibe retrospectiva inédita do cinema lésbico de Barbara Hammer

Mostra reúne 24 filmes da diretora expoente do cinema queer e promove debate sobre sua obra



A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 18 a 30 de abril de 2017, a Mostra Barbara Hammer – Um cinema experimental lésbico, que reúne, pela primeira vez no país, a obra da americana que é expoente do cinema queer. Serão apresentados 24 filmes, acompanhando as diferentes fases do trabalho da diretora, com destaque para seu último longa-metragem, Welcome To This House, filmado parcialmente no Brasil. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Conhecida internacionalmente como uma das cineastas que mais explorou a cultura lésbica, Barbara Hammer ficou famosa por abordar assuntos tabus sob a perspectiva de uma artista homossexual assumida desde os anos 60. Ao longo de seus 90 trabalhos, a diretora também se destacou por conseguir imprimir uma marca estética repleta de experimentações desviantes das convenções narrativas.

Durante a mostra, o público poderá conferir produções de diversas fases da obra de Hammer: dos sexualmente irreverentes curtas do início de carreira, a exemplo de Dyketatics, Superdyke e Menses, a filmes-ensaios ousados, como o premiado Nitrate Kisses e The Female Closet, que resgatam histórias invisibilizadas de LGBTQ+. Foram selecionados, ainda, filmes que homenageiam outros artistas, como Resisting Paradise, que aborda o trabalho de Henri Matisse e Pierre Bonnard durante a Segunda Guerra Mundial.

Aos 77 anos, a cineasta já ganhou retrospectivas no TATE Modern (Londres), MOMA (Nova Iorque), Jeu de Paume (Paris), KOW (Berlin) e no Toronto International Film Festival. No Brasil, entretanto, nunca havia sido realizada uma mostra exclusiva sobre seu trabalho.

“É muito importante trazer o trabalho da Barbara para o Brasil nesse momento em que questões LGBTQ+ são discutidas de maneira intensa em meio a ondas de conservadorismo e lutas pela validação de modos plurais de viver a sexualidade e o amor”, ressalta uma das curadoras, Juliana Pamplona. "Nossa proposta com o evento é endereçar a urgência de enfrentamento de tabus sociais, em especial a invisibilidade lésbica, e oferecer uma experiência estética de alta qualidade para um público ávido por um cinema de vanguarda queer”, complementa Marina Pessanha, a outra curadora da mostra.

Seminários:
Fazem parte da programação, duas mesas discutindo diferentes abordagens acerca da obra de Barbara Hammer. No dia 18 de abril (terça), às 19h, a mesa Arte e ativismos Lés-Bi-Cuier recebe o cineasta Pri Bertucci, a escritora Amara Moira e a poeta Tatiana Nascimento para discutir atravessamentos entre identidades LGBTQ+ e criação. A mediação será da curadora Juliana Pamplona. A mesa contará, ainda, com um vídeo de Barbara Hammer feito especialmente para a mostra.

Já no dia 27 de abril (quinta), às 19h10, será realizada a mesa Olhares sobre o Cinema de Barbara Hammer, da qual participam a crítica Camila Vieira da Silva e as cineastas Susana Costa Amaral e Érica Sarmet. A curadora Marina Pessanha será a mediadora. A entrada para ambos os seminários é franca e sujeita à lotação da sala.
 
Programação:
18 de abril (terça-feira)
17h30 – Nitrate Kisses (1992), 67 min, 16 anos
19h – Seminário: Arte e ativismos Lés-Bi-Cuier, com Amara Moira, Pri Bertucci e Tatiana Nascimento. Mediação: Juliana Pamplona.

19 de abril (quarta-feira)
17h30 - Sessão Curtas 1
Dyketatics (1974), 4 min, 16 anos;
Menses (1974), 4 min, 16 anos;
Play or  ‘Yes’, ‘Yes’, ‘Yes’ (1970), 11 min, 16 anos;
Superdyke   (1975), 25 min, 16 anos;
Women I Love  (1976), 25 min, 16 anos
19h10 – Lover/Other: The Story of Claude Cahun and Marcel Moore (2006), 55 min, 16 anos

20 de abril (quinta-feira)
17h30 - Sessão Curtas 2
Multiple Orgasm (1976), 6 min, 16 anos;
Double Strength (1978), 16 min, 16 anos;
Super dyke meets Madame (1976), 28 min, 16 anos;
Barbara Ward Will Never Die (1968), 3 min, 16 anos;
Sync Touch (1981), 10 min, 16 anos;
SnowJob: The media Hysteria of AIDS (1986), 9 min, 16 anos
19h – Welcome to this House (2015), 79 min, 16 anos

21 de abril (sexta-feira)
16h30 - Sessão  Curtas 3
Sanctus (1990), 20 min, 16 anos;
Optic Nerve (1985), 16 min, 16 anos;
A Horse is Not a Metaphor  (2008), 30 min, 16 anos
18h – The Female Closet (1998), 58 min, 16 anos
  
22 de abril (sábado)
16h30 - Sessão Curtas 4
Schizy (1968), 4 min, 16 anos;
Generations (2010), 30 min, 16 anos;
Maya Deren’s Sink (2010), 30 min, 16 anos
18h – Nitrate Kisses (1992), 67 min, 16 anos
                                  
 23 de abril (domingo)
16h30 - Lover/Other: The Story of Claude Cahun and Marcel Moore (2006), 55 min, 16 anos;
18h- History Lessons (2000), 66 min, 16 anos
  
25 de abril (terça-feira)
17h30 - The Female Closet (1998), 58 min, 16 anos
19h- Sessão Curtas 2
Multiple Orgasm (1976), 6 min, 16 anos;
Double Strength (1978), 16 min, 16 anos;
Super dyke meets Madame (1976), 28 min, 16 anos;
Barbara Ward Will Never Die (1968), 3 min, 16 anos;
Sync Touch (1981), 10 min, 16 anos;
SnowJob: The media Hysteria of AIDS (1986), 9 min, 16 anos

26 de abril (quarta-feira)
17h30- Sessão Curtas 4
Schizy (1968), 4 min, 16 anos;
Generations (2010), 30 min, 16 anos;
Maya Deren’s Sink (2010), 30 min, 16 anos 
19h- Tender Fictions (1995), 58 min,16 anos

27 de abril (quinta-feira)
17h30 - Sessão Curtas 1
Dyketatics (1974), 4 min, 16 anos;
Menses (1974), 4 min, 16 anos;
Play or ‘Yes’, ‘Yes’, ‘Yes’ (1970), 11 min, 16 anos;
Superdyke   (1975), 25 min, 16 anos;
Women I Love  (1976), 25 min, 16 anos
19h10 – Seminário: Olhares sobre o Cinema de Bárbara Hammer com Camila Vieira da Silva, Érica Sarmet e Susana Costa Amaral. Mediação: Marina Pessanha.

28 de abril (sexta-feira)
17h30 – Sessão  Curtas 3
Sanctus (1990), 20 min, 16 anos;
Optic Nerve (1985), 16 min, 16 anos;
A Horse is Not a Metaphor  (2008), 30 min, 16 anos
19h – Resisting Paradise (2003), 80 min, 16 anos

29 de abril (sábado)
16h30 - Tender Fictions (1995), 58 min, 16 anos
18h - History Lessons (2000), 66 min, 16 anos

30 de abril (domingo)
16h30- Resisting Paradise (2003), 80 min, 16 anos
18h10- Welcome to this house (2015), 79 min, 16 anos

Serviço:
Mostra Barbara Hammer – um cinema experimental lésbico
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Data: de 18 a 30 de abril de 2017 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Lotação: 78 lugares (mais três para cadeirantes)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação Indicativa: Consultar programação

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal